Categoria: Bravura

Postado em 23/01/2017 21:35:45

Mar de Candura

Nunca disse algo para me absolver
Sempre fui lago calmo de doçura
Sei do insulto, mas não vou devolver...
Sou paz, eu sou dilúvio de ternura!

Vozes de ódio só fazem ofender
Da minha boca flui mar de candura
O pensamento só quer florescer
Sei que fuxico é falta de bravura

Conversas doces são mimos de flores
Em vez de desafeto oferto amores
Admito que é difícil ser assim

Mas se revido arraso todo amor
Emudeço, não quero causar dor!
Entrego a Deus o que falam de mim


Janete Sales Dany



Página 1 de 1

Procurar Pensamentos / Poesias

Imagens Aleatorias


visitantes